Qual o salário mínimo no Japão?

Qual o salário mínimo do Japão? O país se destaca por ser um dos mais ricos na Ásia e no Extremo Oriente. Além disso, possui uma cultura que atrai milhões de fãs ao redor do mundo, assim como turistas. O Japão também é um dos mais avançados em termos de tecnologia, indústria, educação e segurança. Esses fatores, assim, o tornam um país muito interessante aos olhos de estrangeiros.

Contudo, o custo de vida no Japão é diferente, e mais alto quando comparamos com o país como o Brasil. Além disso, sua cultura é muito diferente, assim como a rotina de trabalho, que pode ser exaustiva. A formalidade japonesa é famosa, e muito se difere do estilo mais casual dos brasileiros. Ademais, para se conseguir um visto de trabalho, é preciso obter contrato com alguma empresa japonesa.

Leia também: Salário mínimo na Espanha 2022

Outra forma é ser descendente de até terceira geração, os “sansei”. O Japão também tem diferenças na hora de precificar seus salários. Isso porque, ao invés de definir um salário por emprego, ou a nível nacional, os japoneses o determinam por hora de trabalho.

Assim, se você trabalha mais horas, o salário tem um montante maior. Além disso, os valores também variam para cada cidade, sendo mais alto na grande megalópole de Tóquio. Tóquio é a maior área urbana do planeta em termos populacionais.

Leia mais: Salário mínimo 2023, veja a previsão

Salário por hora nas cidades japonesas

Confira o salário por hora em algumas cidades do Japão:

  • Tóquio — ¥958,00
  • Kyoto — ¥856,00
  • Osaka — ¥909,00
  • Wakayama — ¥777,00
  • Okayama — ¥781,00
  • Hiroshima — ¥818,00
  • Nagasaki — ¥737,00
  • Saga — ¥737,00
  • Hyogo — ¥884,00
  • Kumamoto — ¥737,00

A moeda japonesa é o iene (¥). Hoje, um iene (¥1) vale R$ 0,04. Na média de 22 dias de trabalho ao mês, o salário mínimo no Japão é de ¥149.248. Isso, em reais, é R$ 5916,73. Os valores são para o dia 21 de julho de 2022.

Salário mínimo no Japão varia por idade e gênero

Além de variar pela cidade e hora, o salário mínimo no Japão também muda de acordo com o gênero e a idade do trabalhador. Confira:

  • 20 anos: ¥3.740 para homens e ¥3.240 para mulheres; média de ¥3.540;
  • 30 anos: ¥5.010 para homens e ¥3.900 para mulheres; média de ¥4.670;
  • 40 anos:: ¥6.160 para homens e ¥4.250 para mulheres; média de ¥5.640;
  • 50 anos: ¥7.440 para homens e ¥4.610; média de ¥7.010.

Os salários também mudam de acordo com a especialização. Assim, um trabalho que exige mais qualificação pode ter um valor mais alto por hora de trabalho.

A economia japonesa está se recuperando da pandemia. O crescimento para esse ano é de 2.4%, o mais rápido nos últimos 12 anos. Contudo, a guerra na Ucrânia e a pandemia apresentam alguns riscos a curto prazo. A economia também enfrenta problemas de longo prazo devido ao envelhecimento e redução populacional. Mudanças climáticas também se tornaram questões importantes.

Assim como com outros países, é importante analisar o estilo de vida e a conjuntura geral do Japão antes de se mudar. Mesmo que possa ser atrativo, os prós e contras devem ser pesados nesse tipo de decisão. Quanto mais informações você tiver, melhor.