Onde reclamar sobre o auxílio emergencial?

Caso ainda não saiba onde reclamar sobre o auxílio emergencial venha conosco e entenda tudo sobre esse programa. Confira a seguir!

De antemão, é importante ficar atento e confirmar que está tudo certo para receber a renda emergencial. Por isso, veremos primeiro os requisitos para solicitar o auxílio.

Logo depois, veremos as maneiras disponíveis para entrar em contato. Dessa forma, você terá os meios de reclamar sobre o auxílio, caso tenha algum problema com ele.

Por fim, fique de olho em algumas informações adicionais sobre o programa. Boa leitura!

Como funciona o auxílio emergencial

Resumidamente, auxílio emergencial é um programa do governo para distribuir renda em resposta aos efeitos da pandemia.

Em geral, o seu objetivo era dar suporte à parte mais vulnerável da população. Nesse sentido, podem solicitar o auxílio emergencial, as pessoas que atenderem aos seguintes requisitos:

  • Primeiramente a pessoa precisa ter mais de 18 anos completos;
  • A não ser que ela já seja mãe de uma criança. Nesse caso, pode solicitar o benefício com menos de 18 anos;
  • Também precisa estar sem emprego;
  • Ou então, exercer atividade como MEI, contribuinte individual ou trabalhador informal;
  • Finalmente a renda familiar não pode exceder R$3.135,00. Ou seja, o valor de 3 salários mínimos.

Por outro lado, não podem receber a renda emergencial, aqueles que:

  • Já estiverem trabalhando formalmente;
  • Tiverem renda familiar superior a 3 salários mínimos;
  • Ou então se receberem Seguro Desemprego;
  • O mesmo vale para quem receber qualquer outro benefício previdenciário ou federal. Com exceção do Bolsa Família;
  • Por fim, aqueles que declararam valor superior a R$28.559.70 no imposto de renda de 2018.

Enfim, esses são os requisitos gerais que você precisa ter em mente para conseguir o benefício. Caso esteja tudo em ordem, é possível solicitar e receber a renda extra.

A fim de recebe-lo, basta se cadastrar e acompanhar tudo através do app Caixa Tem.

Agora que já entendemos como o programa funciona, chegou a hora de aprender onde reclamar sobre o auxílio emergencial. Então, venha conosco para descobrir! Confira.

O governo disponibiliza diversos canais para reclamação do Auxílio Emergencial
O governo disponibiliza diversos canais para reclamação do Auxílio Emergencial

Apresentar reclamações sobre auxílio emergencial

Como existem vários canais disponíveis para lidar com o auxílio emergencial, nem sempre é tarefa simples determinar o que fazer.

Em primeiro lugar, você pode realizar consultas através do site: https://consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta/#/.

Caso você tenha problemas, uma das opções de locais onde reclamar sobre o auxílio emergencial é pelo e-mail da ouvidoria do dataprev: [email protected].

Ou ainda, se não quiser enviar mensagens e aguardar resposta, pode falar também pelo telefone, com o número: (61) 3262-7100/3207-3302.

Além desses meios, pode falar também com a Caixa por um dos seus canais de atendimento. Nesse caso, o número para tratar do programa é o 111.

Então você pode ligar por um desses números, se comunicar pelo app Caixa Tem ou falar com a dataprev. E tem mais, isso não é tudo!

Ainda é possível, dependendo do tipo de reclamação que for apresentar, levar sua queixa ao Ministério da Cidadania. Evidentemente, isso só deve ser feito nos casos mais sérios.

Até mesmo pode-se usar as redes sociais e a imprensa para divulgar eventuais problemas.

Portanto, meios para que os cidadãos apresentem suas reclamações realmente não faltam.

Antes disso, porém é aconselhável tentar, por todos os meios, uma resolução pacífica para o problema, combinado? Quando todo o resto falhar, busque formas mais diretas de se queixar.

É muito importante levar adiante e tentar resolver qualquer problema. Caso contrário, muitos cidadãos acabariam prejudicados pela ausência da correção. Não apenas você próprio.

Enfim, após conhecer alguns meios de apresentar reclamações, vejamos agora as novidades sobre esse programa. Confira a seguir!

Outras informações sobre o auxílio

Em 2021, o governo federal decidiu continuar com o programa, porém com algumas modificações. De antemão, a que mais chamou atenção foi a redução do valor.

Ao longo de 2020, o benefício pago era de R$600,00. A não ser em casos de mulheres chefes de família. Então, o valor aumentaria para R$1.200,00.

Até o momento, tudo indica que os novos valores serão os seguintes:

  • Apenas uma pessoa realiza a solicitação: R$150,00 por mês;
  • Caso seja uma família, duas ou mais pessoas, o valor do benefício torna-se: R$250,00;
  • Finalmente, caso a família seja chefiada por mulher sem companheiro e responsável por criança ou adolescente, ela recebe: R$375,00.

Todos os requisitos anteriores ainda são válidos nesse caso. Além disso, o governo também apontou alguns novos critérios para conseguir o benefício.

Desde que as condições permaneçam ao longo de 4 meses, cada família pode pegar o auxílio até 4 vezes. Caso contrário, perde-se o benefício.

Por exemplo, se a família conseguir aumentar sua renda mensal para algum valor acima de 3 salários mínimos.

Por fim, se precisar de outras informações sobre o auxílio, não se esqueça de ligar para o 111. Dessa forma, a equipe de atendimento irá esclarecer qualquer ponto que não ficar claro.

Até mesmo onde reclamar sobre o auxílio emergencial. Por isso, guarde bem todos os meios de contato que apresentamos aqui, fale, pergunte e reclame se for necessário. Boa sorte!