Novas regras do Imposto de Renda 2022: veja como ficou

Veja como ficaram as novas regras do Imposto de Renda 2022. As alterações do IRPF estão vigorando a partir desse ano.

Novas regras do Imposto de Renda

Novas regras do Imposto de Renda 2022

Afinal, o que mudou com as novas regras? Quando se trata de IRPF (Imposto de Renda), tudo depende se você atende aos critérios ou não, e isso é algo que permanece igual.

De qualquer modo, conheça o novo funcionamento da declaração. Por lei, a pessoa que deve apresentar uma declaração de imposto de renda é:

  1. Rendimentos tributáveis ​​superiores a R$ 28.559,70
  2. Rendimentos isentos superiores a R$ 40.000
  3. O capital acumulado na venda de mercadorias ou negociação de ações deve ser declarado trocado em qualquer mês do ano de
  4. se a propriedade total exceder R$ 300.000 até o último dia do ano a ser declarado
  5. recebeu receita bruta realizada superior a R$142.798,50 em atividades rurais
  6. mudou-se para o Brasil em qualquer mês do ano em que foi obrigado a declarar
  7. recebeu auxílio emergencial, independentemente do valor, e outros rendimentos tributáveis ​​superiores a 22.847,76 reais

Além disso, as restituições ocorrerão via pix a partir de agora, mas apenas se a chave-pix for o CPF do beneficiário. Também será possível fazer o pagamento desse modo.

Quantos aos novos prazos para declarar, anote no calendário:

  • Início: 7 de março
  • Final: 29 de abril
  • Para declaração pré-preenchida: 15 de março

Mais detalhes sobre o imposto de renda


É hora de apresentar sua declaração anual de imposto de renda. Não sabe como obter um relatório de renda? Saiba como fazer uma consulta:

  1. Clique no botão “Entrar” pelo site gov.br.
  2. Insira seu CPF ou escolha outra forma de identificação para entrar em sua conta. Você também pode criar uma conta.
  3. Na coluna “O que você precisa?”, basta procurar por “Declaração de Imposto de Renda”, depois verificar o ano base na caixa com o nome do benefício.

Mais informações sobre seu IR ainda podem ser obtidas por meio de Helô, atendente virtual do Meu INSS. A previsão é que o serviço esteja disponível a partir de 22 de fevereiro.

E no caso de quem tem uma MEI aberta, como fica a declaração do IRPF? Pode ser algo um pouco confuso para quem precisa cuidar de uma empresa sozinho, especialmente se nunca teve que se preocupar com esse imposto antes.

Os MEIs não precisam ter um contador para cuidar de suas finanças, então os responsáveis ​​pelo CNPJ quase sempre são os responsáveis ​​pelas finanças.

Não ter que contratar pessoal para isso pode ser econômico, mas o lado ruim é que muitos MEIs nem sabem detalhes sobre suas finanças.

Em tese, o simples fato de ter uma MEI aberta não obriga o empresário a apresentar a declaração de imposto de renda. Segundo o Governo Federal, a única obrigação do MEI é apresentar a Declaração Simples Nacional anual do MEI, caso a pessoa jurídica tenha exercido atividades no ano anterior em qualquer hipótese.

Em alguns casos, a DIRF (Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física) também pode ser exigida se o CPF do responsável estiver de acordo com as exigências.

Em relação ao Imposto de Renda (IRPF), dependendo das regras do próprio imposto, as pessoas físicas podem ou não ser isentas, independentemente de terem MEI aberto.