Governo liberou o PIS/PASEP para quem trabalhou entre 1970 e 1988

Governo liberou o PIS/PASEP para quem trabalhou entre 1970 e 1988. Saiba como sacar!

O governo federal está estimulando a economia de diversas maneiras. Após a pandemia, o Brasil sofreu com muitos problemas. Infelizmente, há ainda muitos com dívidas e em situações desfavoráveis. Por isso, para auxiliar de alguma maneira, o governo começou a liberar algumas medidas.

Uma delas foi o Programa Renda e Oportunidade, que volta-se para pessoas de baixa renda e aposentados. Outra é esse novo valor para o PIS/PASEP. Assim, com ele, está injetando mais de R$ 23 bilhões na economia. O governo repassa o valor da cota do fundo de abono.

Há em torno de 10,5 milhões de pessoas que podem receber o benefício. Contudo, existem algumas condições:

  • Ter trabalhado entre 1970 e 1988;
  • O trabalho deve ter sido com carteira assinada, OU;
  • Registro como militar o servidor.

O valor, então, depende das arrecadações do PIS e PASEP que foram feitas durante o período de serviço. Ou seja, o valor pode variar para cada pessoa. A Caixa vai transferir as cotas para o FGTS, e assim o valor fica disponível para saque.

Governo liberou o PIS/PASEP para quem trabalhou entre 1970 e 1988: como sacar?

Primeiramente, você pode consultar se tem direito ao benefício. Para isso, acesse o app do FGTS. Ou, se achar melhor, visite uma agência da Caixa e tire suas dúvidas. Grande parte dos trabalhadores sequer sabe que pode sacar o dinheiro.

De acordo com a Caixa, a maior parte das cotas desse fundo não foi retirada ainda pelos trabalhadores que podem receber o benefício. E para os que faleceram, os herdeiros têm o direito de acessar a quantia. Ou seja, há ainda um valor a ser sacado.

Assim, é importante que você analise em que situação se encontra, e busque o seu dinheiro. Através do app do FGTS você consegue transferir o valor para uma conta corrente. Para sacar o dinheiro, as condições variam de acordo com a quantia:

  • Para saque até R$ 3.000: visite uma agência da Caixa, Lotéricas ou Caixa Aqui; leve o Cartão Cidadão e um documento de identidade original;
  • Para saque acima de R$ 3.000: somente em agência da Caixa, e portando um documento original.

Para herdeiros, o saque é feito somente em agência da Caixa. Deve portar, ainda, algum dos documentos necessários, como:

  • Declaração de dependente habilidado à pensão por morte e certidão de óbito;
  • Decaração emitida pelo INSS de dependente habilitado à pensão por morte e certidão de óbito;
  • Alvará judicial que designa quem é beneficiário;
  • Escritura pública referente ao inventário.

Portanto, analise suas condições e garanta que possui os documentos. Dessa maneira, basta apenas visitar o local correto para fazer o seu saque. Assim, você acessa o dinheiro ao qual tem direito.

Condições para o PIS/PASEP

Por fim, há alguns critérios necessários para receber o PIS/PASEP:

  • Possuir cadastro no PIS/PASEP há no mínimo cinco anos;
  • No período do ano-base, ter ganho uma remuneração média mensal de no máximo dois salários mínimos;
  • No ano-base, ter realizado atividade com remuneração para Pessoa Jurídica; nesse caso, mínimo de 30 dias de atividade;
  • Informações e dados corretos na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial, feitos por seu empregador.