Empréstimo de até R$1.000 para negativados Caixa: veja os detalhes!

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou um novo microcrédito de até R$ 1.000 para cidadãos, inclusive com nome sujo, além de Microempreendedores Individuais (MEIs). É a primeira vez que a Caixa libera crédito para negativados.


O microcrédito pode ser solicitado a partir de segunda-feira, 28 de março, e diz respeito ao programa de simplificação do microcrédito digital para empreendedores, mais conhecido como SIM Digital. Para isso, estão previstos R$ 3 bilhões.


A nova modalidade será liberada para pessoas físicas e jurídicas

Valor e condições veja abaixo:

Pessoas Físicas: Será liberado até R$ 1.000 para empréstimo com taxa de juros de 1,95% ao mês e parcelamento em 24 meses. A modalidade também será autorizada para quem estiver com o nome sujo.


Pessoas jurídicas e MEIs: Será liberado para empréstimos até R$ 3.000, com taxa de juros de 1,99% ao mês e possibilidade de empréstimo até parcelado em 24 meses.


Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego, o microcrédito tem como objetivo conceder crédito a empreendedores individuais, promovendo a geração de emprego e renda.

Negativados podem fazer o empréstimo no Caixa Tem?

Sim! As taxas de juro ficam a partir de 1,95% ao mês. O empréstimo tem valor máximo de R$ 1 mil, e você pode pagar as parcelas em até 24 meses.

Para os MEIs, o contrato vai até R$ 3.000. Mas, para acessar, é necessário que o indivíduo já tenha no mínimo 12 meses de faturamento na função. Os juros ficam a 1,99% ao mês, e são 24 meses para pagar as parcelas.

Todo o processo pode ser feito pelo app do Caixa Tem. Mas, lembre-se, é importante que você atualize seu cadastro.

Para isso, faça login na plataforma, clique em “atualize seu cadastro” e preencha as informações necessárias. Você vai precisar confirmar sua localização, bem como validar as informações com algum documento.

Em média, leva-se até 48 horas para que o app libere o recurso. Portanto, fique atento às notificações, bem como ao seu e-mail. Se isso não acontecer, visite uma agência e solicite o acesso ao aplicativo pelo celular.