Posso habilitar ID Santander

É verdade que o Bradesco vai devolver tarifas de cestas?

É verdade que o Bradesco vai devolver tarifas de cestas? Vamos descobrir isso aqui. Confere!

Nos últimos dias, o Procon-RJ multou o Bradesco em mais de R$ 3 milhões por instabilidade em seu aplicativo. Como fornece serviços digitais através do app, é essencial que o aplicativo esteja em bom funcionamento. Isso porque, quando ocorrem falhas, o erro pode afetar milhões de pessoas ao mesmo tempo.

Ou seja, pagamentos que tinham prazo acabam se perdendo, o que prejudica os usuários. A falha ocorreu ano passado, em 30 de novembro. O Procon afirmou que isso deixou os serviços indisponíveis no aplicativo.

Por consequência, os clientes do banco arcaram com tarifas ao usar plataformas distintas para fazer uso dos serviços. O Bradesco vai ter que pagar a multa, e recebeu recomendação para compensar os clientes que prejudicou com a falha do app.

O Procon fez várias perguntas para o Bradesco, mas ficou insatisfeito com as respostas. Dentre as perguntas, estiveram a questão da segurança dos dados, o tempo de duração da falha, como o banco informou os clientes e o número de usuários prejudicados.

Ademais, o órgão questionou também as medidas que o Banco tomou em respeito aos usuários que perderam o prazo de pagamento ao não fazerem suas transações devido ao erro do app. Ou seja, o Procon cumpriu sua função de servir a consumidor diante um serviço que causou danos.

A resposta do Bradesco: o banco comunicou a falha através do app, os dados continuam seguros, e os clientes deveriam ter outros dispositivos para acessar ao sistema. Todavia, o Bradesco não conseguiu comprovar as afirmações, segundo o Procon.

Assim, o órgão definiu o ocorrido como uma infração ao Código de Defesa do Consumidor (CDC). Então, a recomendação é que o Bradesco faça o ressarcimento dos clientes.

O Bradesco vai devolver as tarifas de cestas?

Para a falha no app, a recomendação é que sim, e a tendência também.

Pois isso já ocorreu antes. Em 2019, tanto o Bradesco como o Bradescard fizeram um acordo para ressarcir centenas de milhares dos seus clientes por cobranças indevidas nas tarifas de cestas. Essas cestas oferecem serviços em conjunto, ao invés de separados.

O acordo ocorreu antes do processo chegar ao judiciário. Ou seja, antes da situação piorar para as instituições, elas aceitaram ressarcir seus clientes. Havia investigações administrativas sendo feitas acerca das instituições, o que acabou desencadeando a decisão.

O Bradesco teria que devolver 1 milhão de contratos pelas cobranças incorretas. O valor total é de R$ 2 milhões nas cobranças indevidas para segunda via de cartão, que felizmente retornaram para os clientes prejudicados.

Para o saque de dinheiro, foram R$ 9 milhões a ressarcir. Isso para um número alto de 440.515 contratos onde as cobranças foram feitas de maneira indevida. E o ressarcimento ainda é maior do que o valor. Isso porque o dinheiro é corrigido de acordo com a inflação e seu índice oficial, o IPCA.

A multa foi de R$ 2,33 milhões, que o Bradesco teve que pagar ao Banco Central. No caso de descumprir a multa, por fim, o prejuízo diário é de R$ 3 mil.