Conheça alguns dos riscos de investir em criptomoedas

As criptomoedas chegaram ao mercado trazendo uma visão inovadora, com transações simplistas, menos burocráticas e com grandes facilidades.

Dentre os seus maiores atrativos, está a possibilidade de realizar transações em qualquer lugar no mundo sem a necessidade de conversão cambial.

Devido a estes fatos, o mercado das criptomoedas atraiu muitos investidores. Porém, embora seja muito atrativo, esse tipo de investimento também tem seus riscos. Confira abaixo alguns deles:

investir em criptomoedas

Fonte: megafrases – clique aqui e conheça o site

Risco 1: Volatilidade

Para começar, expliquemos os riscos de mercado em relação ao preço do Bitcoin.

De fato, essa moeda está sujeita a mudanças bruscas em seu valor, o que não ocorre com as moedas nacionais.

Para que se tenha uma ideia de como são essas variações de preço do Bitcoin, em 2017, o valor dessa moeda variou dentro da faixa que vai de US$ 1 mil a US$ 19 mil.

Em outras palavras, assim como é possível ganhar muito dinheiro com este investimento, quem possui criptomoedas também está sujeito a grandes perdas financeiras, principalmente se por falta de conhecimento começar seus investimento em um momento de supervalorização da moeda.

Risco 2: Perda e roubo

Uma das vantagens proporcionadas pelo Bitcoin é o fato de você ser o único responsável pela guarda e pela utilização do seu dinheiro. Contudo, isso pode se converter em uma enorme desvantagem em casos de roubo.

Isso porque, nas situações em que há hackeamento de carteiras, os usuários não têm a quem recorrer.

Aliás, nessas circunstâncias, não há muito o que ser feito, haja vista que sequer as transações realizadas pelo hacker invasor podem ser rastreadas.

Os usuários do Bitcoin podem, ainda, perder seu dinheiro de muitas outras formas. É possível, por exemplo, ter prejuízos devido ao simples esquecimento das senhas de acesso a carteiras ou por danos em hardwares.

Em qualquer um desses casos, a completa ausência de proteção ao usuário se deve ao fato de o Bitcoin não ser uma moeda regulamentada.

Risco 3: Baixa aceitação como forma de pagamento

Infelizmente, por ser relativamente novo, o pagamento com Bitcoin não é aceito pela maioria dos estabelecimentos comerciais.

Por conta dessa baixa aceitação no comércio, a quantidade de transações comerciais feitas com essa moeda virtual ainda é bem pequena.

Isso ocorre principalmente por conta do medo que muitos empresários têm de assumir os riscos envolvidos nesse tipo de transação.

No caso brasileiro, por exemplo, o Banco Central alerta que as transações comerciais realizadas com o Bitcoin ainda não são reguladas.

Ou seja, as partes envolvidas em qualquer tipo de transação que envolva essa moeda, devem assumir todo o risco envolvido.

Conclusão

Embora seja vista como moeda do futuro e possua como grande atrativo o fato de ser uma moeda global que além de trazer agilidade para as operações com taxas e tarifas mais baixas, pode ser usado em qualquer lugar do mundo sem a necessidade de se preocupar com conversões e as burocracias dos bancos.

As criptomoedas também possuem alguns riscos que devem ser levados em consideração pelo investidor! Conheça o site que pode te ajudar a tomar as melhores decisões para os seus investimentos!

E ai caro leito, já investiu alguma vez em criptomoeda? Aproveite o espaço para comentários abaixo e compartilhe a sua experiência com os leitores do nosso site!