Caixa libera novo saque de PIS/PASEP para 10 milhões de pessoas: veja se você está na lista

Caixa libera novo saque do PIS/PASEP para 10 milhões de pessoas. Confira as informações!

O Governo Federal já autorizou o saque. Esse valor é diferente do abono, contudo. Enquanto o abono salarial é pago todo ano, esse saque se refere às cotas de fundo. Assim, só é pago uma vez na vida do trabalhador.

A estimativa do governo é de beneficiar cerca de 10,5 milhões de brasileiros, com R$ 23 bilhões ao todo. Nesse caso, o benefício vale para quem trabalhou entre 1970 e 1988. Essas cotas estão disponíveis para quem trabalhou com carteira assinada em empresas privadas, assim como militares e servidores públicos.

Se por acaso você trabalhou, ou conhece alguém que trabalhou, nesse período e sob essas condições, é possível que tenha direito ao benefício. Portanto, fique atento às informações abaixo.

O saque está disponível desde 2019, mas a Caixa afirmou que a maioria das pessoas ainda não fez o resgate da quantia. Isso ocorre porque muitos já estão aposentados e não sabem do benefício, ou podem ter falecido. Nesse último caso, o herdeiro ou dependente pode fazer o saque das cotas.

Caixa libera novo saque de PIS/PASEP para 10 milhões de pessoas: como consultar se tem direito

Houve transferência das cotas para o FGTS. Portanto, você pode conferir através do próprio app. Para isso, visite a loja do seu celular e baixe o aplicativo do FGTS. Nele você pode checar as informações. Além disso, se preferir, visite uma agência da Caixa.

É possível, também, fazer o saque através do app. Você pode transferir o valor para uma das suas contas-corrente. Contudo se quiser fazer saque em dinheiro, o valor depende do que você possui em saldo. Portanto:

  • Para saldo de até R$ 3 mil, você pode sacar com o Cartão Cidadão em correspondentes Caixa Aqui, lotéricas, agência e autoatendimento;
  • Para saldo acima de R$ 3 mil, somente em agência da Caixa, portando um documento com foto oficial;

No caso dos herdeiros, é necessário portar um dos documentos a seguir:

  • declaração de dependente habilitado à pensão por morte, com emissão do INSS, e certidão de óbito;
  • alvará judicial que designe os beneficiários do saque;
  • escritura pública de inventário.

Portanto, confira sua documentação e o seu saldo, bem como suas condições pessoais, antes de ir fazer o saque.

Como consultar o saldo

Você pode consultar o saldo através do site do Meu INSS ou da Caixa. Assim, siga os passos abaixo:

  • Meu INSS: entre na sua conta (se não tiver, se cadastre com o CPF, nome, celular, nome da mãe, e-mail, data de nascimento e estado); consulte o seu PIS.
  • Caixa Econômica Federal: acesse o site; clique em “Benefícios e Progrmas”, depois em “Benefícios do Trabalhador”; em seguida, clique em “PIS” e”consultar pagamento”; coloque os dados, a senha eo número do PIS; por fim, confira o extrato com os valores.

Se você trabalhou nesse período, de 1970 a 1988, é importante conferir todas as suas informações. É possível que tenha direito ao PIS/PASEP, mas não saiba ainda. Bem como, alguém da sua família também pode ter o direito. Assim, informe-os se for o caso.