Caixa Econômica reduziu os juros para financiamento imobiliário, veja como ficou!

A Caixa Econômica Federal anunciou na última quinta-feira (24), a redução da taxa de juros para quem está procurando um financiamento imobiliário. As novas taxas partem desde uma taxa referencial e mais 2,80% ao ano, que já são somadas à remuneração da poupança, representando uma queda de 0,15 ponto porcentual.

As contratações na modalidade começam a ter a sua taxa reduzida antes do início de abril A informação recebeu a confirmação da Caixa Econômica Federal um pouco antes do início do evento Summit Abrainc 2022, que contou com a presença de grandes investidores e empresários do mercado imobiliário brasileiro.

O Banco também já informou que lançará uma linha de crédito para a reforma e adaptação de imóveis que são destinados às pessoas com deficiência. A modalidade vai oferecer financiamento de até R$ 50 mil, com limite de até 80% do valor total da obra, mais uma taxa de juros fixada a 4,25% e uma taxa referencial anual já pré-fixada.

Caixa Econômica Federal anuncia novas condições do programa Casa Verde e Amarela

As novas condições do programa Casa Verde e Amarela passam a valer a partir do próximo dia 12 de abril, onde o financiamento das famílias terá como base as que tiverem renda entre R$ 2.000,01 e R$ 2.400,00, com uma redução de juros de até 0,5 ponto percentual no crédito e um aumento dos subsídios para a aquisição e construção de moradias.

A Caixa Econômica Federal registrou um número recorde de financiamentos para a habitação no último ano, chegando a até R$ 140 bilhões. Já entre janeiro e fevereiro, nos dois primeiros meses do ano até então, houve uma contratação de R$ 21,5 bilhões em crédito, o que marca um crescimento de 33,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Um pouco mais sobre como funciona o programa Casa Verde e Amarela

O atual Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou uma série de ajustes no programa Casa Verde e Amarela, um dos programas habitacionais do Governo Federal.

De acordo com o comunicado, a partir do dia 12 de abril, a renda máxima para poder ser um participante do programa estará em R$ 2.400,00. Guimarães afirmou que existe uma proposta de aumento de 15% para o teto do valor imóvel que poderá ser financiado. Exemplo: imóvel que vale R$ 200 mil, poderá receber um financiamento de R$ 230 mil.