Qual o salário de Tite na seleção?

Adenor Leonardo Bachi, mais conhecido pelo apelido Tite, é o atual técnico da seleção brasileira. Desde que passou a comandar a seleção em 2016, Tite vai para a sua segunda Copa do Mundo.

Nesse sentido, o técnico conhecido por sério, metódico e profissional, também não aceita brincadeiras levianas e tem um histórico de dar inveja em muita gente. Por exemplo, quando comandou o Corinthians conquistando títulos, como a Libertadores e o Mundial de Clubes.

No entanto, uma dúvida que não quer calar é, qual o salário de Tite na seleção? Vamos tirar essa e outras dúvidas a seguir.

Qual é o salário de Tite na Seleção Brasileira?

Desde 2016, quando assumiu o lugar do treinador Dunga na seleção brasileira, após o Brasil perder para a Copa América de 2016, Tite tem se mostrado ser um técnico que não busca apenas vitórias, mas um time que seja capaz de enfrentar qualquer adversário.

É importante lembrar que, quando Tite assumiu a seleção brasileira, o Brasil ainda estava passando por uma tristeza grande da perda da Copa de 2014, no Brasil, quando a seleção brasileira perdeu na semifinal para a Alemanha de 7 a 1. Na época, assumida por Felipão.

Desde então, a seleção brasileira passou a estar desacreditada pelos brasileiros, pela imprensa nacional e também internacional. No entanto, Tite ao assumir a seleção se tornou uma esperança, devido ao seu histórico.

Neste ano de 2022, Tite chega para comandar o Brasil, mais uma vez, em uma Copa do Mundo. No entanto, de acordo com o próprio treinador, agora a seleção está mais preparada fisicamente, tecnicamente e mentalmente, além de mais unida. E o Brasil, mais uma vez, acreditando na seleção, que se tornou a favorita para levantar a taça!

No entanto, e quanto ao salário? De acordo com dados recentes, o técnico da seleção brasileira embolsa todos os anos a quantia de 3,6 milhões de euros, o que equivale a R$20 milhões de reais. Nada mal não é?

E além disso, o treinador está entre os primeiros colocados dos técnicos mais bem pagos da Copa do Catar, atrás apenas do líder Hansi Flick, da Alemanha, e de Didier Deschamps, da França.

Qual é o segundo maior salário da Copa do Catar?

Então, o segundo maior salário desta copa está nas mãos do campeão do mundo Didier Deschamps. Ele recebe o que seria equivalente a 23 milhões de reais por ano para comandar a seleção francesa.

E além disso, vale lembrar que ele foi o técnico da seleção francesa na última copa que foi a campeã do mundo! Mais uma vez, a França chega para levantar a taça, principalmente, tendo em seu elenco o jogador mais bem pago da atualidade, Mbappé.

E quanto o treinador Tite recebia quando era técnico do Corinthians?

Então, quando Tite estava no comando do Corinthians, recebia aproximadamente R$600 mil mensais. É possível perceber a enorme diferença entre ser técnico de um time no Brasil e técnico da seleção brasileira.

Veja os resultados da seleção brasileira sob o comando de Tite

Desde que assumiu a seleção, os resultados têm sido satisfatórios. Isso porque, a seleção está com mais de 80% de aproveitamento nos últimos jogos em Eliminatórias, amistosos e Copa América. Os dados são do portal UOL

Nesse sentido, a seleção já soma 76 confrontos disputados em 57 vitórias, 14 empates e apenas cinco derrotas, com aproveitamento de 81,14% e está em busca de levantar a taça ao Hexa!

Tite continua na seleção após a copa?

Infelizmente, não! Em abril deste ano, o técnico afirmou que deixará o comando da seleção logo após a Copa. Isso porque, de acordo com ele, pretende se aposentar logo após o fim da copa do mundo!

E quem poderia substituí-lo? Ainda não há nenhum nome previsto. No entanto, os brasileiros estão mais preocupados em garantir o hexa, então deixa essa dúvida para os próximos jogos futuros!

Veja o top 10 dos técnicos com maiores salários das seleções que irão disputar a Copa do Catar:

  1. Hansi Flick (Alemanha) – 6,5 milhões de euros/ano;
  2. Didier Deschamps (França) – 4,4 milhões de euros/ano;
  3. Tite (Brasil) – 3,9 milhões de euros/ano;
  4. Gareth Southgate (Inglaterra) – 3,5 milhões de euros/ano;
  5. Louis van Gaal (Holanda) – 3 milhões de euros/ano;
  6. Felix Sánchez (Qatar) – 2,5 milhões de euros/ano;
  7. Fernando Santos (Portugal) – 2,5 milhões de euros/ano;
  8. Hervé Renard (Arábia Saudita) – 1,8 milhão de euros/ano;
  9. Murat Yakin (Suíça) – 1,6 milhão de euros;
  10. Luis Enrique (Espanha) – 1,5 milhão de euros/ano.

E aí, gostou do nosso artigo que fala sobre o salário e um pouco mais sobre o Tite? Afinal, a seleção não é composta apenas pelos jogadores, mas também pelo responsável pelo treinamento deles. E quando o Brasil levantar a taça do hexa, não podemos nos esquecer de quem estava do lado do gramado! Que venha o hexa!