anittadivulgacao

Nubank e Anitta: entenda a relação entre o Banco e a cantora

Nubank e Anitta: qual a relação entre os dois? Confira aqui!

Em junho de 2021, o Nubank anunciou que Anitta faria parte do seu conselho de administração. Isso surpreendeu muitos, já que a função não era algo de se esperar para alguém desse porte. Como uma das maiores artistas do país, Anitta seria a garota propaganda perfeita para o banco. Isso porque, por chamar a atenção de diversos nichos, se tornaria mais fácil divulgar os serviços do banco.

Além disso, a música que Anitta vende é consumida por pessoas de muitas naturezas. Inclusive as que não entendem muito de banco. Assim, faria sentido se seu contrato tivesse surgido com a intenção de chamar atenção para o banco. Todavia, esse não foi o motivo original.

Leia também: Quanto Anitta ganha por mês?

O fundador do Nubank, David Vélez, afirmou que o convite se deu para variar o seu conselho. Vélez o via como muito homogêneo, e acreditava que isso não trazia todo o potencial do banco. Com a maioria sendo de homens brancos e muitos deles americanos, faltava a visão brasileira no processo. A visão da clientela, da população em si, de alguém que entende a raíz da cultura.

Assim, Vélez viu Anitta como a opção perfeita. Por ser alguém que nasceu numa favela, Anitta conhece o cerne de um dos aspectos culturais mais importantes do país. Além disso, sabe se conectar com a população. O objetivo, então, era trazer sua visão para dentro dos serviços, algo que ela conseguiu fazer.

Anitta faz parte do conselho administrativo, e recebe como os outros conselheiros. Um dos seus trabalhos, assim, é o de fornecer novas visões para os serviços da empresa.

Uma delas foi a sugestão de emitir recibos gratuitos de ações, afirmando que isso traria mais lealdade e inclusão financeira para os clientes, algo que é importante no Brasil. Ao seguirem em frente com a proposta, conseguiram 7,5 milhões de sócios.

Veja: Como aumentar o limite do Nubank: truques infalíveis!

vagas-nubank-existem-300-oportunidades-abertas-hoje-2-960x540

Anitta e Nubank: o papel da cantora no banco

Trazer novos pontos de vista que auxiliem uns aos outros é o objetivo do conselho, segundo Vélez. E a visão de Anitta proporciona algo que eles não tinham antes, que é a visão de alguém que conhece como funciona, na pele, grande parte da população. Além disso, Anitta foi sua própria empresária por muito tempo, e vê a si mesmo como um produto.

Ela sabe como se vender, como trabalhar com marketing, e como conquistar outros mercados. Isso se demonstra na sua conquista pela América Latina, onde já ganhou prêmios importantes, e onde começou a onda do seu hit Envolver, que alcançou o topo da plataforma digital Spotify. A própria já afirmou que existe uma maneira de se colocar em cada mercado, de vender sua imagem.

Vender serviços, então, faz parte de sua alçada. Ou seja, é algo que ela já faz há muito tempo, e que obteve domínio sobre.

Esse ano, o Nubank revelou que os membros do conselho irão receber R$ 11,72 milhões por seu trabalho. Anitta, de início, recebia que nem os outros conselheiros. Contudo, ela fechou um contrato de quase R$ 36 milhões com o banco, agora voltando-se para publicidade, marketing e concessão de direitos. Agora, o objetivo é de fato chamar atenção através de propagandas, as quais Anitta deve fazer para o banco.