Hackers atacam Banco PAN e vazam informações de clientes: veja o que fazer!

Hackers atacam Banco PAN e vazam informações de clientes. O que fazer? Confira aqui!

O Banco PAN afirmou que invasores hackearam uma das suas bases de dados. A empresa ainda não apontou a quantidade de clientes atingidos. Uma denúncia dos invasores afirmou que obteve informações de 22 milhões de contas, mas o banco só tem 17 milhões de clientes. O Banco PAN foi categórico ao rejeitar a afirmação.

O problema ocorreu com uma terceirizada. A empresa era responsável por lidar com uma Central de Atendimento a clientes. O nome, data de nascimento, endereço, CPF, número da conta, informações de cartão de crédito, valor da fatura e saldo devedor estão dentre os dados obtidos. O processo ocorreu entre 01 a 20 de março desse ano.

O Banco PAN já assumiu o que aconteceu e que está tomando as medidas necessárias. Assim, acionou seus protocolos de segurança e contrataram especialistas independentes para analisar o caso.

Além disso, também confirmou que não há exposição completa de dados que acarretem num risco financeiro direto para o banco ou seus clientes. Reforça, ainda, que notificou as autoridades competentes.

Forças de segurança policial já estão investigando o crime. Ademais, uma fonte anônima afirma que ainda há um processo de extorsão ocorrendo. Ou seja, o banco ainda está lidando com um possível segundo crime.

Os invasores ainda deram informações de como tudo ocorreu. Segundo eles, as medidas de segurança do banco são simples e fáceis de se driblar. Eles informam que conseguiram comprometer várias contas, assim como obter dados de milhões de clientes.

Na denúncia, aponta ainda que fez envio de relatório ao CSIRT. Esse grupo técnico do Banco Pan se responsabiliza pelos incidentes de segurança. No relatório, os invasores informam como o ataque aconteceu.

Hackers atacam Banco PAN e vazam informações de clientes: o que fazer?

Ainda não se sabe o número de clientes que sofreram com o ataque. Segundo o Banco PAN, não há riscos financeiros até então. Contudo, o acontecido prejudica as relações do banco com os clientes. Bem como, põe em risco a sua credibilidade e reputação no mercado.

Infelizmente, invasões e exposição de dados são muito comuns. O Brasil é alvo de inúmeros golpes todo ano, e, por isso, é importante se proteger. Esses vazamentos podem acontecer por maneiras diversas. Uma delas é a invasão hacker, como no caso do Banco PAN. Outra é quando há erros na armazenagem de dados feitas por órgãos públicos e empresas.

Quando esses dados vazam, crimes podem ser cometidos. Dentre eles, alguém pode fingir ser você em via de fazer compras usando seu nome, obter financiamento ou cartão de crédito, bem como outras operações financeiras.

Se você acredita que teve informações vazadas, o primeiro passo é comunicar os órgãos e privacidade, como a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), bem como organizações de direito do consumidor. A denúncia é essencial para que as autoridades saibam com antecedência o que está acontecendo.

Fazer um boletim de ocorrência numa delegacia também é importante. Bem como, recorrer à justiça, como a Justiça Comum ou a Justiça de Pequenas Causas. Elas podem fornecer amparo da lei, assim como reparo material pelos danos sofridos.

O ideal é que você também guarde as provas do crime, como golpes via SMS, e-mails falsos, backups de conversa, prints de tela, entre outros.