Greve do INSS 2022: Como utilizar os serviços pelo Aplicativo?

O atendimento presencial do INSS deverá ficar muito comprometido já nas próximas semanas em virtude da greve dos servidores que poderá atingir por tempo indeterminado muitas cidades. Mas com a nossa ajuda, saiba como garantir atendimento por meio dos canais de atendimento virtuais.

Os cidadãos que necessitam de atendimento presencial e precisam procurar as agências da Previdência Social ao longo da semana correm o risco de ficar sem atendimento. O que acontece é que desde a última quarta-feira (23), os servidores do INSS decidiram paralisar parcialmente ou totalmente os serviços em todo o país.

Entre os principais motivos para o início da paralisação estão a ausência de reajuste salarial há mais de 05 anos e as péssimas condições de trabalho.Estão envolvidos a Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores da Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social.

Servidores solicitam um reajuste salarial de quase 20%

Neste momento, a principal reivindicação dos servidores públicos está em um reajuste salarial de 19,9% e para repor o acumulado da inflação dos últimos três anos, levando em conta que somente no último ano a inflação bateu perto dos 11%.

Também foi realizado o pedido de arquivamento da reforma administrativa e também uma revisão do atual teto de gastos, limitando o crescimento da dívida do Governo que segue subindo em níveis catastróficos, ainda mais com o último aumento da taxa Selic.

Existem cerca de 828.963 cidadãos brasileiros que estão esperando na fila para terem ao fim a sua consulta de perícia médica. Ainda que os médicos não tenham aderido a essa paralisação, os usuários podem ser penalizados caso eles não compareçam no horário e dia marcado nas agências.

Como gerar atendimento durante a greve dos servidores do INSS?

Durante a greve dos servidores do INSS, mesmo no período de paralisação será possível realizar o atendimento através dos canais digitais, como do site do sistema da Previdência Social ou pelo app ‘MEU INSS”.

Já para os segurados que necessitem de atendimento presencial e perícia médica, a orientação é realizar uma reclamação na Ouvidoria do Governo, através da plataforma Fala.br. Ressaltando que nos casos onde a Perícia Médica não pode ser realizada por conta de indisponibilidade dos funcionários do INSS, os segurados não vão precisar se preocupar.

Entre as situações que obrigam a um contribuinte a realizar a perícia médica, estão casos em que envolvem o Auxílio-Acidente, Aposentadoria da Pessoa por Deficiência e Benefício de Prestação Continuada (BPC), também para os beneficiários que comprovaram ter algum tipo de deficiência.