Negativado pode abrir um MEI? Saiba aqui!

Negativado pode abrir um MEI? Vamos te falar sobre. Confere!

Microempreendedores Individuais (MEIs) são uma das iniciativas do mercado. Eles possuem maior indepedência, bem como reconhecimento da sua atividade. Isso acabou por incluir muitas profissões que antes não tinham algum tipo de formalidade. Assim, ter um MEI acaba gerando diversos benefícios.

Da mesma maneira que alguém com carteira assinada, um MEI também contribui. Ele paga uma taxa mensal fixa, que lhe dá direitos trabalhistas, inclusive sua aposentadoria. Essa taxa é mais baixa do que a que outros trabalhadores pagam. Todavia, os benefícios são quase os mesmos. Assim, vale muito a pena ter um MEI, para quem trabalha de maneira independente.

Assim como, é ideal para os que possuem seu próprio negócio. Mas a dúvida surge: negativado pode abrir um MEI? Sim, pode! Mesmo quem tem o “nome sujo” tem essa opção. Isso porque o MEI é uma modalidade de trabalho. É uma forma que o trabalhador tem de formalizar seu ofício. Bem como, permite que ele contribua com uma taxa, que em retorno lhe dá benefícios.

A Lei Complementar n° 123, do dia 14 de dezembro de 2006, não restringe o MEI para quem é negativado. Assim, ainda que seu CPF esteja restrito em órgãos de crédito, você pode abrir o MEI e ter o seu CNPJ.

Existem ainda alguns critérios para se tornar um MEI:

  • Mínimo de 18 anos (ou 16 com emancipação);
  • Renda máxima anual de R$ 81 mil;
  • Até um empregado;
  • Não possuir filiais, ser sócio ou participar de outra empresa;
  • Deve exercer ofício autorizado para sua categoria.

Você pode checar mais informações no site do gov.br, bem como fazer sua solicitação para se tornar MEI. Basta ter os dados corretos, tirar suas dúvidas e iniciar o processo.

Seja-uma-pessoa-de-pensamentos-positivos-1

Negativado pode abrir MEI? E o crédito?

Sim, o negativado pode abrir um MEI. Como dito antes, o MEI não é uma operação de crédito, mas uma modalidade de trabalho. Ele se refere a microempreendedores individuais, não a bancos. Assim, não há referência a transações financeiras.

O negativado, no caso, tem dificuldades para obter créditos. Isso porque, ao deixar de pagar suas dívidas, ele perde a confiança do mercado. O crédito funciona da seguinte maneira: uma instituição financeira empresta dinheiro a um indivíduo. Esse empréstimo pode variar, e será dividido em parcelas. Além disso, inclui uma taxa de juros e custo efetivo total, que varia para cada situação e banco.

Quando as parcelas não são pagas no vencimento, o indivíduo adquire dívida. Assim, seu nome fica sujo (negativado), e o mercado deixa de confiar nele. Ou seja, isso reduz completamente a chance dele obter novos empréstimos e crédito, pois os bancos deixam de acreditar que ele irá pagar as dívidas. Isso ocorre porque seu histórico fica manchado.

Muitos bancos fazem análise do perfil do cliente antes de liberar o crédito. Portanto, é importante que você tenha seu nome limpo, e que quite suas dívidas, para assim obter a confiança do mercado novamente. Com um bom planejamento financeiro, dessa forma, você pode voltar a obter crédito, e dessa vez pagando as parcelas no vencimento, se mantendo em dia com suas dívidas.